terça-feira, 25 de dezembro de 2007

I am tired

Aqui em casa é uma farofa de idiomas. Eu falo português com meus filhos, o pai fala em holandês e entre mim e meu marido, a língua é a inglesa. Holandês está em todo o lugar: nas ruas, na creche, na TV e, sendo assim, eu sou a única responsável por passar o aprendizado da minha língua-mãe. Falo exclusivamente em português e também coloco músicas infantis e DVD's do Brasil. Pra completar a salada, meus filhos vão estudar em escola internacional, onde o idioma é o inglês.

Por esse motivo eu resolvi também ligar a TV, vez por outra, em um canal infantil inglês.

Bem, no meio dessa zona lingüística está Victor. Quando ele começou a misturar os canais (português-holandês), eu comecei a ler sobre o bilingüismo. E me acalmei, pois vi que isso é normalíssimo. Também soube que meus esforços para ensinar inglês de forma passiva são inúteis.

Sabendo disso, sempre ignorei quando ele respondia as perguntas dos programas de TV em inglês, afinal era "só coincidência".

Uma vez também achei que foi por acaso que ele respondeu "BOTH"quando o pai uma vez perguntou qual dos dois livros ele queria que fosse lido.

Já que as pesquisas falam que não dá pra aprender desse modo, é acaso mesmo, concordam?

Pois é...

Ele tem seus momentos de choro e eu sempre falo pro pai que ele está cansado, afinal chato é o filho do vizinho, correto?

Semana passada, num desses momentos de choro, marido me perguntou qual era o problema e eu disse que não sabia (eu converso com meu marido apenas em inglês, só pra lembrar).

Victor pára de chorar por um momento e fala, em alto e bom tom para quem quisesse ouvir:

"- I AM TIRED!"

Uma frase completa, no momento correto e na situação certa.

E agora? como explicar isso???

(Both = ambos; I am tired = eu estou cansado)

2 comentários:

Ingrid-Rotterdam disse...

Legal teu blog Adri.

Realmente nesta idade as crianças aprendem T U D O.

E acredito que com esse 'reforço' trilingue em casa, os meninos não terão problemas na escola.

Beijocas

Beth Blue disse...

Pois eu tenho uma experiência bem diferente quanto ao aprendizado de 3 línguas (sou tradutora e estudei vários idiomas)...pensava exatamente como você mas aqui em casa não funcionou.

O que aprendi é que cada caso é um caso, e cada criança é única. Meu caso é diferente do seu: a mãe é brasileira e o pai é inglês, sempre falávamos inglês em casa (somos divorciados) e eu tentei ensinar português nos primeiros 3 anos. Meu filho chegou na escola holandesa com um enorme atraso na língua holandesa (taalachterstand) e desde então só falo holandês com ele. Não é a minha língua materna, obviamente mas meu holandês é fluente e fui orientada pela própria fonoaudióloga a deixar o português de lado até ele absorver o holandês (que é a língua materna dele).

Anyway, também moro na Holanda e tenho blog então se quiser saber mais, passa lá!

Que idioma você fala com seu(s) filho(s)?